Claudio Miyake

Mogi ganha dia de conscientização sobre Síndrome de Irlen

05/12/2019

irlen foto nota


Nesta terça-feira (03.12), foi aprovado na Câmara Municipal o Projeto de Lei 130/2019, de autoria dos vereadores Claudio Miyake e Maurinho do Despachante, que cria no Município o Dia de Conscientização sobre a Síndrome de Irlen, a ser promovido todo mês de outubro.


A Síndrome de Irlen é hereditária e se caracteriza pela alteração na percepção visual ocasionada por um desequilíbrio da capacidade de adaptação à luz. Os sintomas são alterações no córtex visual, fotofobia, problemas de resolução viso-espacial, alcance focal restrito, dificuldade em manter o foco visual, astenopia e problemas de estereopsia (visão em profundidade), que entre outras coisas ocasiona déficit no aprendizado e, muitas vezes, é confundida com dislexia, déficit de atenção ou autismo.


Mesmo sendo pouco conhecido no país, este é um mal recorrente. Um estudo revelou que cerca de 46% das pessoas com dificuldades escolares possuem a Síndrome de Irlen. Esse dado demonstra a relevância de ações para conscientização sobre a doença. A lei aprovada em Mogi das cruzes demanda ao poder público a realização de palestras, mutirões gratuitos de diagnóstico e divulgação nas mídias digitais e impressas sobre o que é a síndrome, como identificar e os tratamentos disponíveis.



Chegou a hora de somar forças para fazer a diferença!

Claudio Miyake